-

Parceiros e convênios Sinconsete
SINCONSETE
SINCONSETE
SINCONSETE

 


PORTARIA IMA N° 2.105 / 2021 - MG - Define os requisitos para autorização de distribuição de produtos de origem animal nos estabelecimentos registrados no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

24/11/2021



   


 
 PORTARIA IMA N° 2.105, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2021

(DOE de 24.11.2021)

Define os requisitos para autorização de distribuição de produtos de origem animal nos estabelecimentos registrados no IMA.

O DIRETOR-GERAL DO INSTITUTO MINEIRO DE AGROPECUÁRIA - IMA, no uso da atribuição que lhe confere o inciso I, do art. 12, combinado com o inciso II do art. 2° do regulamento a que se refere o Decreto n° 47.859, de 07 de fevereiro de 2020,

considerando a demanda crescente de solicitação de autorização para distribuição de produtos de origem animal nos estabelecimentos registrados e a necessidade de se estabelecer as regras para que esta prática possa ser realizada sob autorização do serviço de inspeção oficial;

considerando que a Lei Estadual n° 11.812, de 23 de janeiro de 1995 atribui ao IMA a competência para exercer a inspeção e a fiscalização sanitárias de produtos de origem animal quando a produção se destinar ao comércio intermunicipal;

considerando que o Decreto Estadual n° 38.691, de 10 de março de 1997 atribui ao IMA a competência para regulamentar o registro e o relacionamento dos estabelecimentos que produzam, distribuam, transportem, armazenem, processem, manipulem e comercializem produtos de origem animal;

RESOLVE:

Art. 1° Ficam estabelecidos os requisitos para solicitação de autorização para distribuição de produtos de origem animal por estabelecimentos registrados no IMA.

§ 1° Caracteriza distribuição de produtos de origem animal a recepção, o armazenamento e a expedição de produtos de origem animal já inspecionados, oriundos de outros estabelecimentos registrados no IMA, no Serviço de Inspeção Federal - SIF - ou com chancela Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal - SISBI/POA.

§ 2° os produtos a serem distribuídos deverão estar na embalagem e rotulagem originais, sem que haja manipulação, fracionamento, substituição ou alteração.

§ 3° Esta portaria não se aplica às queijarias.

Art. 2° O estabelecimento interessado em distribuir produtos de origem animal deverá formalizar a solicitação pelos seguintes meios:

I - peticionamento eletrônico pelo Sistema Eletrônico de informações - SEI!/MG, ou

II - entrega de documentação na unidade administrativa do IMA, conforme definido no Módulo 3 do Manual de Procedimentos de Fiscalização de Produtos de Origem Animal, estabelecido pela Portaria IMA n° 2.098/2021.

Art. 3° A solicitação para distribuição de produtos de origem animal deverá ser instruída com:

I - Memorial Descritivo Econômico Sanitário e de Construção (MDESC);

II - Solicitação de reforma;

III - Programa de autocontrole;

§ 1° O memorial Descritivo Econômico Sanitário e de Construção (MDESC) deverá contemplar os itens 1, 2, 3, 4, 8, 15, 16 e 17, conforme roteiro disponibilizado no sítio eletrônico do IMA, considerando a atividade de distribuição, contendo a descrição de quais produtos serão distribuídos, a quantidade, o controle realizado nesses produtos e o fluxograma de recepção, estocagem e expedição.

§ 2° A solicitação de distribuição será instruída com solicitação de reforma/ampliação caso haja necessidade de ampliação do estabelecimento, alteração da planta ou de equipamentos para realização da atividade de distribuição, conforme definido no Módulo 3 do Manual de Procedimentos de Fiscalização de Produtos de origem animal, estabelecido pela Portaria IMA n° 2.098/2021.

No caso de solicitação de reforma e/ou ampliação, o MDESC deverá contemplar todos os itens, conforme roteiro disponibilizado no sítio eletrônico do IMA, bem como os demais documentos definidos em manual de procedimentos.

§ 3° Os programas de autocontrole deverão contemplar a atividade de distribuição, pelo menos quanto à rastreabilidade, à limpeza e sanitização, ao controle de temperatura e aos procedimentos sanitários das operações.

Art. 4° A recepção dos produtos a serem distribuídos observará as seguintes regras:

I - será realizada em dependências exclusivas do estabelecimento;

II - não será feita pela área de recepção de matéria-prima do estabelecimento ou por qualquer outro setor em que gere contrafluxo ou risco sanitário aos produtos elaborados pelo estabelecimento.

§ 1° Na ausência de dependência exclusiva para recepção dos produtos, a recepção poderá ser feita na área de expedição, desde que em horários distintos da expedição de produtos.

Art. 5° A estocagem dos produtos deve ser realizada em instalações específicas para a atividade, sendo permitida a utilização de setor ou câmara de estocagem dos produtos do estabelecimento, desde que os produtos recebidos para distribuição exijam as mesmas condições de armazenamento e temperatura que os produtos elaborados no estabelecimento.

§ 1° Não é permitido o acondicionamento de produtos embalados em embalagem primária e em embalagem secundária no mesmo setor, câmara de estocagem ou instalação específica para armazenamento.

§ 2° No caso de produtos em embalagem secundária, o estabelecimento poderá fazer a recepção, estocagem e expedição com a finalidade de distribuição de qualquer produto de origem animal, desde que tenham as mesmas exigências legais para temperatura de armazenamento.

§ 3° No caso de produtos em embalagem primária, o estabelecimento poderá fazer a recepção, estocagem e expedição com a finalidade de distribuição apenas de produtos relativos à sua área de atuação -cárneos, lácteos, pescado, ovos ou produtos de abelhas -, desde que tenham as mesmas exigências legais para temperatura e armazenamento.

§ 4° No caso da recepção de produtos em embalagem secundária, será permitida a retirada e o descarte da embalagem secundária, desde que haja fluxo adequado e que a operação não propicie aumento de temperatura do produto e violação das embalagens primárias. Não será permitida a embalagem secundária desses produtos para sua expedição.

§ 5° Deve ser respeitada a capacidade de recebimento, estocagem e organização das instalações de armazenamento.

Art. 6° os produtos destinados à distribuição estão sujeitos à reinspeção a ser realizada pelo IMA.

Art. 7° Esta portaria entra em vigor quinze dias após a data de sua publicação.

Belo Horizonte, 23 de novembro de 2021.

Thales Almeida Pereira Fernandes
Diretor-Geral


Clique na imagem para ampliar.


     


Fonte: .



Menu cadastros



Relacionadas   com   a   data:


24/11/2021 DECRETO N° 10.863 / 2021 - Estabelece, para o processo de desestatização da Empresa Gestora de Ativos S.A. (Emgea), o marco temporal para o início da contagem do prazo estabelecido no caput do artigo 3º do Decreto nº 9.589/2018.

24/11/2021 LEI N° 14.237 / 2021 - Institui o auxílio Gás dos Brasileiros e altera a Lei nº 10.336/2001 que dispõe sobre a CIDE.

24/11/2021 PORTARIA INMETRO N° 460 / 2021 - Aprova o Regulamento Técnico da Qualidade e os Requisitos de Avaliação da Conformidade para Embalagens Destinadas ao Envasilhamento de Álcool Etílico - Consolidado.

24/11/2021 PORTARIA INMETRO N° 461 / 2021 - Aprova os Requisitos de Avaliação da Conformidade para equipos de uso único de transfusão, de infusão gravitacional e de infusão para uso com bomba de infusão - Consolidado.

24/11/2021 PORTARIA SDA N° 449 / 2021 - Submete à Consulta Pública, a proposta de Portaria que dispõe sobre os Requisitos de Identidade e Qualidade do Bacon.

24/11/2021 PORTARIA SDA N° 451 / 2021 - Submete à Consulta Pública a proposta de Portaria que regulamenta o rito de seleção de processos de registro de agrotóxicos e afins com finalidades agrícolas que comporão a lista de prioridades do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

24/11/2021 ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO COSIT N° 034 / 2021 - Declara que a Revisão de Pronunciamentos Técnicos n° 18 emitida pelo CPC, não contempla modificação ou adoção de novos métodos ou critérios contábeis, ou a modificação ou adoção contemplada não produz efeitos na apuração dos tributos federais.

24/11/2021 Empresas contábeis não são responsáveis por transmitir os eventos de SST à plataforma do eSocial

24/11/2021 RESOLUÇÃO COAF N° 040 / 2021 - Dispõe sobre os procedimentos a serem observados, em relação a pessoas expostas politicamente, por aqueles que se sujeitam à supervisão do Coaf na forma do § 1° do artigo 14 da Lei n° 9.613/98.

24/11/2021 PORTARIA IMA N° 2.105 / 2021 - MG - Define os requisitos para autorização de distribuição de produtos de origem animal nos estabelecimentos registrados no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).



     




[« Voltar]   [Pagina inicial]
-  -

BAse refetente as cidades:

Araçai, Baldim, Conceição de Mato Dentro, Cachoeira da Prata, Congonhas do Norte, Cordisburgo, Corinto, Capim Branco, Caetanópolis, Diamantina, Datas, Funilandia, Fortuna de Minas, Felixlândia, Gouveia, Inimutaba, Inhaúma, Joaquim Felício, Jequitibá, Morro da Garça, Matozinhos, Monjolos, Presidente Juscelino, Presidente Kubitsckek, Pompeu, Paraopeba, Prudente de Morais, Sete Lagoas, Santana de Pirapama, Santana do Riacho, Santo Hipólito, Três Marias e Virgem da Lapa

Sindicato dos Contabilistas de Araçai, Sindicato dos Contabilistas de Baldim, Conceição de Mato Dentro, Sindicato dos Contabilistas de Cachoeira da Prata, Sindicato dos Contabilistas de Congonhas do Norte, Sindicato dos Contabilistas de Cordisburgo, Sindicato dos Contabilistas de Corinto, Sindicato dos Contabilistas de Capim Branco, Sindicato dos Contabilistas de Caetanópolis, Sindicato dos Contabilistas de Diamantina, Sindicato dos Contabilistas de Datas, Sindicato dos Contabilistas de Funilandia, Sindicato dos Contabilistas de Fortuna de Minas, Sindicato dos Contabilistas de Felixlândia, Sindicato dos Contabilistas de Gouveia, Sindicato dos Contabilistas de Inimutaba, Sindicato dos Contabilistas de Inhaúma, Sindicato dos Contabilistas de Joaquim Felício, Sindicato dos Contabilistas de Jequitibá, Sindicato dos Contabilistas de Morro da Garça, Sindicato dos Contabilistas de Matozinhos, Sindicato dos Contabilistas de Monjolos, Sindicato dos Contabilistas de Presidente Juscelino, Sindicato dos Contabilistas de Presidente Kubitsckek, Sindicato dos Contabilistas de Pompeu, Sindicato dos Contabilistas de Paraopeba, Sindicato dos Contabilistas de Prudente de Morais, Sindicato dos Contabilistas de Sete Lagoas, Sindicato dos Contabilistas de Santana de Pirapama, Sindicato dos Contabilistas de Santana do Riacho, Sindicato dos Contabilistas de Santo Hipólito, Sindicato dos Contabilistas de Três Marias e Sindicato dos Contabilistas de Virgem da Lapa.

SINCONSETE/MG

SINDICATO DOS CONTABILISTAS, CONTADORES, TÉC. EM CONTABILIDADE E DE EMPREGADOS EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE, AUDITORIAS E PERÍCIAS CONTÁBEIS DE SETE LAGOAS E REGIÃO – SINCONSETE/MG, CNPJ nº 21.012.943/0001-04. CODIGO SINDICAL: 921.012.188.01315-7




SEDE SOCIAL / SALÃO DE EVENTOS

Rua Espinosa, 385 Padre Teodoro - MG CEP 35.702-122







..

Desenvolvido por: Geraldo junio -