-

Parceiros e convênios Sinconsete
SINCONSETE
SINCONSETE
SINCONSETE

 


Se você ganha até R$ 3.557, é um dos 9 milhões que não deveriam pagar IR

12/01/2018



   

Cerca de 9 milhões de pessoas que hoje têm o Imposto de Renda descontado de seus salários e aposentadorias deixariam de pagar esse imposto se o governo corrigisse a tabela do IR integralmente.

A estimativa foi feita cruzando dados de estudo elaborado pelo Sindifisco (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal) com o relatório "Grandes Números" da Receita Federal, referente ao IR 2017 (ano-calendário 2016).

Foi considerado o número de declarações entregues por faixa de base de cálculo do imposto. Hoje quem ganha mais de R$ 1.903,98 por mês já paga imposto. Se houvesse correção, só quem ganha mais de R$ 3.556,56 mensais é que pagaria o IR.

A tabela do IR determina quanto se paga de imposto em cada faixa salarial. Se a tabela fosse corrigida, menos gente teria que pagar IR, e muitos contribuintes continuariam pagando, mas um valor menor.

A Receita Federal informou que não há previsão de corrigir a tabela do IR neste ano.

Quem ganha até R$ 3.556,56 mensais seria isento

Hoje, não paga IR quem ganha até R$ 1.903,98 por mês. Se a tabela do IR tivesse sido atualizada, a isenção seria para todos que ganham até R$ 3.556,56 mensais. A defasagem é de 88,4%. Os cálculos são do Sindifisco Nacional e foram divulgados na quinta-feira (11/01).



A conta do Sindifisco considera a inflação acumulada desde 1996 e que não foi repassada integralmente para a tabela. A última vez que o governo reajustou as faixas de imposto foi em 2015. Foi aplicado um aumento de 5,6%, bem inferior à inflação acumulada naquele ano, de 10,6%.

O governo não aplicou nenhuma correção em 2016, nem em 2017, apesar de a inflação ter acumulado altas de 6,29% e 2,95%, respectivamente.

Salário acompanha inflação, mas IR não

Quando o governo deixa de corrigir a tabela do IR pela inflação, na prática ele está forçando as pessoas a pagarem mais imposto. Com isso, aumenta sua arrecadação.

Os salários tendem a acompanhar a alta da inflação. Por exemplo, se uma pessoa ganhava R$ 1.900 por mês em 2017, ela estava isenta de IR. Caso seu salário seja reajustado pela inflação do ano passado (2,95%), ela passará a ganhar R$ 1.956,05 e, portanto, entrará na faixa sujeita ao pagamento de IR na fonte (acima de R$ 1.903,98).

 "O contribuinte está pagando mais IR a cada ano devido à defasagem na correção da tabela em relação à inflação. A correção representa tão somente uma obrigação do governo, no sentido de manter a mesma carga tributária de um exercício para outro", afirma o Sindifisco no estudo.


Clique na imagem para ampliar.


     


Fonte: uol



Menu cadastros



Relacionadas   com   a   data:


12/01/2018 12 de Janeiro - Dia do Empresário Contábil

12/01/2018 Se você ganha até R$ 3.557, é um dos 9 milhões que não deveriam pagar IR

12/01/2018 eSocial Empresas vai reduzir burocracia e aumentar segurança para o trabalhador

12/01/2018 Mesmo com o veto do Refis, MPEs devem parcelar débitos até 31 de janeiro

12/01/2018 Produção industrial em Minas apurou alta de 2,5% em novembro de 2017 ante 2016

12/01/2018 ATO DECLARATÓRIO CONFAZ N° 002 - Ratifica os Convênios ICMS aprovados na 294ª Reunião Extraordinária do CONFAZ, realizada no dia 22.12.2017.

12/01/2018 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N° 1.782 - Dispõe sobre a entrega de documentos no formato digital para juntada a processo digital ou a dossiê digital no âmbito da Secretaria da Receita Federal do Brasil.

12/01/2018 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N° 1.783 - Dispõe sobre a solicitação de serviços mediante dossiê digital de atendimento.

12/01/2018 LEI N° 13.614 - Cria o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans) e acrescenta dispositivo à Lei no 9.503/1997 (Código de Trânsito Brasileiro), para dispor sobre regime de metas de redução de índice de mortos no trânsito por grupos de habitantes e de índice de mortos no trânsito por grupos de veículos.

12/01/2018 MEDIDA PROVISÓRIA N° 818 - Altera a Lei nº 13.089/2015, que institui o Estatuto da Metrópole, e a Lei nº 12.587/2012, que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana.

12/01/2018 PORTARIA SEI N° 057 - Concede Autorização Temporária de Pesca para todas as embarcações pesqueiras que tenham protocolizado o seu requerimento de renovação nos Escritórios Federais de Aquicultura e Pesca, dentro do prazo previsto na Instrução Normativa n° 03/SEAP/PR.

12/01/2018 RESOLUÇÃO CONTER N° 014 - Regula e normatiza a inscrição de técnicos e tecnólogos em radiologia no sistema CONTER/CRTRs e dá outras providências.

12/01/2018 Justiça veta dispensa de 66 professores da Metodista de SP

12/01/2018 Seguro-desemprego é reajustado em 2,07%; teto sobe para R$ 1.677



     




[« Voltar]   [Pagina inicial]
-  -

BAse refetente as cidades:

Araçai, Baldim, Conceição de Mato Dentro, Cachoeira da Prata, Congonhas do Norte, Cordisburgo, Corinto, Capim Branco, Caetanópolis, Diamantina, Datas, Funilandia, Fortuna de Minas, Felixlândia, Gouveia, Inimutaba, Inhaúma, Joaquim Felício, Jequitibá, Morro da Garça, Matozinhos, Monjolos, Presidente Juscelino, Presidente Kubitsckek, Pompeu, Paraopeba, Prudente de Morais, Sete Lagoas, Santana de Pirapama, Santana do Riacho, Santo Hipólito, Três Marias e Virgem da Lapa

Sindicato dos Contabilistas de Araçai, Sindicato dos Contabilistas de Baldim, Conceição de Mato Dentro, Sindicato dos Contabilistas de Cachoeira da Prata, Sindicato dos Contabilistas de Congonhas do Norte, Sindicato dos Contabilistas de Cordisburgo, Sindicato dos Contabilistas de Corinto, Sindicato dos Contabilistas de Capim Branco, Sindicato dos Contabilistas de Caetanópolis, Sindicato dos Contabilistas de Diamantina, Sindicato dos Contabilistas de Datas, Sindicato dos Contabilistas de Funilandia, Sindicato dos Contabilistas de Fortuna de Minas, Sindicato dos Contabilistas de Felixlândia, Sindicato dos Contabilistas de Gouveia, Sindicato dos Contabilistas de Inimutaba, Sindicato dos Contabilistas de Inhaúma, Sindicato dos Contabilistas de Joaquim Felício, Sindicato dos Contabilistas de Jequitibá, Sindicato dos Contabilistas de Morro da Garça, Sindicato dos Contabilistas de Matozinhos, Sindicato dos Contabilistas de Monjolos, Sindicato dos Contabilistas de Presidente Juscelino, Sindicato dos Contabilistas de Presidente Kubitsckek, Sindicato dos Contabilistas de Pompeu, Sindicato dos Contabilistas de Paraopeba, Sindicato dos Contabilistas de Prudente de Morais, Sindicato dos Contabilistas de Sete Lagoas, Sindicato dos Contabilistas de Santana de Pirapama, Sindicato dos Contabilistas de Santana do Riacho, Sindicato dos Contabilistas de Santo Hipólito, Sindicato dos Contabilistas de Três Marias e Sindicato dos Contabilistas de Virgem da Lapa.

SINCONSETE/MG

SINDICATO DOS CONTABILISTAS, CONTADORES, TÉC. EM CONTABILIDADE E DE EMPREGADOS EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE, AUDITORIAS E PERÍCIAS CONTÁBEIS DE SETE LAGOAS E REGIÃO – SINCONSETE/MG, CNPJ nº 21.012.943/0001-04. CODIGO SINDICAL: 921.012.188.01315-7

ATENDIMENTO

Rua João Andrade, 453, São Geraldo, Sete Lagoas- MG CEP 37.700-178 / Horário 7:00 as 11:00 e 12:30 as 17:00 de Seg. a Sex.
E-mail sindicato_dos_contabilistas@yahoo.com.br / -
Telefone(s):(31) 3771-9873 Geraldo Ramos




SEDE SOCIAL / SALÃO DE EVENTOS

Rua Espinosa, 385 Padre Teodoro - MG CEP 35.702-122







..

Desenvolvido por: Geraldo junio - 8808-3206 - ops_gerald@yahoo.com.br